fbpx
Escolha uma Página

Sem dúvidas, utilizar as ferramentas de gestão adequadas auxilia muito na tomada de decisões do dia a dia.

É incrível a otimização de tempo que o profissional alcança ao adotar métodos bem definidos para gerir os projetos do negócio e do marketing. Assim, o gestor terá oportunidade de direcionar esforços para outras áreas importantes da empresa.

Além disso, outro benefício em adotar esses instrumentos é que o monitoramento de resultado se torna mais eficaz. Isto é, fica muito mais simples avaliar o que deve ser aprimorado para gerar cada vez mais negócios. Afinal de contas, com uma administração eficiente dos processos internos as chances de obter um retorno satisfatório são ainda maiores.

Muitas empresas encerram suas atividades em virtude da má gestão, e para evitar que isso aconteça com você, compartilhamos, a seguir, algumas das melhores ferramentas para ter mais controle sobre a empresa e o marketing. Acompanhe!

1. Plano de negócio

Ter um planejamento organizado é um requisito básico para as empresas de sucesso.

O plano de negócio é um documento que tem como propósito reunir os maiores objetivos da organização e indicar os melhores caminhos para alcançá-los. Assim, a margem de erro diminui consideravelmente, pois o plano permite constatar, com clareza, os possíveis equívocos sem precisar cometê-los no mercado.

Além disso, é nesse planejamento que o plano de marketing baseado nos 4P’s será formulado. Sem falar que todas as informações sobre o financeiro do negócio também devem ser levantadas nesse momento. Ao final do plano de negócio deve ficar bem claro se, de fato, é lucrativo abrir, manter ou ampliar a empresa.

2. Análise SWOT

Muito utilizado, inclusive, no plano de negócio, esse instrumento de análise é simples, porém, valioso.

Seu objetivo é identificar os pontos fortes e fracos da empresa para torná-la ainda mais competitiva e eficiente. As forças e fraquezas estão relacionadas aos fatores internos da organização. Um exemplo disso pode ser a localização estratégica do negócio e mão de obra desqualificada.

Já as oportunidades e ameaças estão ligadas aos aspectos externos, como um aumento crescente na demanda pelos produtos oferecidos e mudanças na legislação que podem dificultar a atuação da empresa, por exemplo.

Dessa forma, é possível enxergar a realidade e perceber se existem mais fatores que favorecem ou ameaçam o andamento da organização. Sem falar que esse método elimina a possibilidade de levantar opiniões pessoais, uma vez que ele leva em consideração aspectos reais de mercado.

3. 5W2H

Essa ferramenta de gestão é muito eficiente para elaborar uma lista de ações a serem realizadas pelo negócio. Depois de realizar o planejamento é necessário estabelecer um checklist a ser executado pelos profissionais.

Utilizar esse recurso facilita a compreensão de todos os membros da equipe.

O mapeamento das atividades segue a seguinte ordem:

  • what? — o que (qual o nome do projeto);
  • why? — por quê (por quais motivos ele deve ser realizado);
  • where? — onde (em qual local será realizado);
  • when? — quando (prazo para execução);
  • who? — quem (responsáveis pela realização do projeto);
  • how? — como (quais métodos serão utilizados para realizá-lo);
  • how much? — quanto (custo envolvido na concretização).

Seguindo esses passos, todos os envolvidos no projeto terão condições de interpretar com simplicidade a parte que cabe a cada um e podem concentrar esforços no que realmente é necessário.

Certamente, aplicar o 5W2H evita possíveis ruídos que atrapalham a execução plena dos projetos

4. Canvas

O Canvas é utilizado para desenhar um modelo de negócio de forma simples e muito efetiva. É um mapa visual que contém as principais áreas do negócio, como a proposta de valor da empresa, principais fontes de receita, segmentos de clientes, dentre outras informações.

É uma ferramenta de gestão muito útil na criação de uma empresa. Também pode ser utilizada para analisar se o projeto atual está acontecendo conforme o planejado.

5. Matriz BCG

Essa ferramenta de gestão auxilia na definição da estratégia adotada pela empresa no fornecimento de produtos e serviços. Por meio de uma representação gráfica, dividida em quatro células, é possível constatar o tipo do negócio.

No primeiro quadrante do lado direito estão as interrogações, que são as empresas que operam em mercado de alto crescimento, mas que têm baixas participações relativas. Isso acontece quando um negócio tenta entrar em um mercado que já existe um líder.

No quadro do lado esquerdo, ainda na parte superior, temos as estrelas que representam o negócio interrogação que foi bem-sucedido. Em outras palavras, é um líder de mercado em alto crescimento. Nesse patamar é preciso investir um valor alto para se manter competitivo e sobreviver aos ataques dos concorrentes.

As vacas leiteiras situadas na parte inferior à esquerda, simbolizam as empresas com uma taxa de crescimento baixa, mas com uma participação de mercado ainda considerável. Já os abacaxis retratam negócios com taxa de crescimento reduzida e baixa participação.

Ao considerar o crescimento do mercado versus a participação do negócio, fica mais evidente se é preciso investir na expansão ou se é melhor ter cautela e se retirar do mercado.

6. Pesquisa de satisfação

Sabemos que conquistar clientes fiéis e dispostos a recomendar uma marca não é uma tarefa simples, mas é possível. A pesquisa de satisfação é uma excelente técnica para descobrir como melhorar a experiência do consumidor e conquistá-lo de uma vez por todas.

Uma das principais vantagens em ter defensores da marca é que essas pessoas não só indicam a marca para os seus amigos, como a defendem diante de comentários negativos.

É como se a empresa tivesse espalhado porta-vozes pelo mercado. Com isso, o negócio tem a sua marca ainda mais fortalecida e atrai mais e mais clientes.

De fato, todas as ferramentas de gestão mencionadas neste artigo contribuem bastante com seu negócio, contudo, é preciso definir indicadores de resultados. A avaliação constante é o que vai permitir que o negócio aprimore o que precisa ser melhorado e elimine o que não tem produzido um retorno satisfatório.

O refinamento frequente das ações possibilita que a empresa seja mais ágil nos ajustes necessários. Consequentemente, isso reflete nas vendas, pois essas modificações impactam a empresa como um todo.

Infelizmente boa parte das empresas negligencia a mensuração de resultados e desperdiça várias oportunidades de aperfeiçoamento. Além disso, alguns negócios perdem espaço no mercado, já que a concorrência está cada vez mais intensa e investe em acompanhamento permanente.

Portanto, não basta apenas saber da existência das melhores ferramentas de gestão para potencializar a sua empresa. É preciso praticar e constatar as possíveis adaptações que precisam ser realizadas para alcançar os objetivos do negócio.

Agora que você já conhece as principais ferramentas de gestão para alavancar o seu negócio, que tal colocá-las em prática? Sabemos que a execução exige conhecimento contínuo e, por isso, recomendamos que você assine a nossa newsletter e se mantenha atualizado para tomar as decisões mais importantes do negócio sem medo!

Share This