fbpx
Escolha uma Página

Diante da transformação digital, muitas empresas têm negligenciado o poder de uma estratégia offline bem planejada. O fato é que, apesar de o universo online oferecer várias oportunidades para gerar negócios, o marketing tradicional também deve ser priorizado pelas marcas.

Afinal de contas, a tendência é que os mundos online e offline coexistam para oferecer uma experiência de compra excelente ao consumidor. Isto é, a integração dessas estratégias será inevitável para estabelecer uma conexão verdadeira com os clientes.

Por essa razão, é necessário investir nas ações offline para obter resultados positivos com o marketing. Contudo, apenas planejar e realizar essas táticas não é o bastante para ter sucesso. É preciso evitar alguns equívocos que comprometem seriamente o progresso da sua estratégia offline. Acompanhe, a seguir, quais são os principais erros e como evitá-los!

1. Não ter um planejamento organizado

O ato de planejar é básico e deve ser o primeiro passo antes de realizar qualquer campanha. Nesse documento, serão estabelecidos os objetivos que o negócio almeja alcançar e as estratégias necessárias. Além disso, o planejamento estratégico funciona como um guia na execução das ações e auxilia muito na mensuração de resultados.

Infelizmente, algumas empresas começam criando ações sem antes planejar e ao final, não conseguem identificar se o retorno foi satisfatório ou não. Isso porque elas não determinam o que esperavam atingir e, consequentemente, não sabem constatar se o que conquistaram é, de fato, o que desejavam.

Para evitar que isso aconteça com o seu negócio, comece pela definição dos alvos que pretende acertar. Assim, será possível entender os melhores caminhos para vencer. E lembre-se de documentar tudo para não perder de vista o foco do negócio!

2. Desconsiderar as características do público

Um dos maiores erros cometidos pelas empresas é definir um público amplo demais e negligenciar as particularidades das pessoas. As características demográficas não são suficientes para gerar engajamento com os consumidores. É preciso ir além e descobrir informações a respeito do comportamento do público.

É importante identificar quais são os lugares que as pessoas frequentam, qual o tipo de conteúdo que elas acessam, as marcas que acompanham e o tipo de mídia que consomem. Assim, fica mais fácil chamar a atenção do público que é, de fato, relevante para o negócio.

Ao considerar apenas informações superficiais das pessoas, as empresas correm muitos riscos. Um exemplo disso é uma marca de cerveja que decidiu, há alguns anos, criar um produto exclusivo para mulheres com sabor suave e rótulo rosa, observando apenas dados demográficos. O resultado foi desastroso, pois a marca não se preocupou em observar o comportamento dessas pessoas e o produto foi rejeitado pelo público-alvo da campanha.

Portanto, procure conversar com os clientes atuais para extrair o máximo de detalhes possível inclusive, sobre as suas principais dificuldades. Dessa forma, a empresa terá mais chances de criar ações de marketing que se aproximam ainda mais dos potenciais compradores, uma vez que eles podem apresentar os mesmos desafios.

3. Não mensurar os resultados

A mensuração de resultados é fundamental, pois por meio dela a empresa consegue detectar o que precisa ser aprimorado para potencializar os resultados de uma campanha offline. Entretanto, muitas marcas ainda ignoram essa prática e perdem muitas oportunidades de gerar vendas.

Ao final de cada ação, é preciso avaliar o desempenho para que o refinamento aconteça e os resultados sejam sempre melhores. Imagine que a sua empresa cria uma promoção que começa no ambiente online, com objetivo de conduzir às pessoas até a loja e, assim, movimentar o ponto físico.

Mesmo que a oferta seja muito atraente, os resultados de vendas na loja física podem não ser muito animadores. Ao avaliar a situação, você pode perceber que os canais que tem utilizado para anunciar a promoção é que não estão impactando as pessoas certas. Ou seja, é preciso buscar outras mídias, que sejam utilizadas pelo seu público, por exemplo.

Diferentemente de uma empresa que passa pela mesma circunstância, não mensura os resultados e, consequentemente, não descobre onde pode aperfeiçoar a estratégia para obter um retorno satisfatório. Isto é, a marca que avalia os resultados tem muito  mais chances de obter sucesso com o  marketing!

4. Escolher métricas demais

Outro erro bastante comum é escolher muitos indicadores para avaliar no momento da mensuração de resultados. Essa postura confunde a empresa e desperdiça tempo. Muitas vezes, ainda considerando o exemplo anterior, o negócio pode estar concentrado apenas no número de vendas geradas pela promoção, mas não no volume de pessoas que tem sido atingido pelos canais de comunicação, que nesse caso, era o verdadeiro problema.

Por isso, é indispensável ter clareza sobre os objetivos específicos com a campanha para saber quais métricas devem ser avaliadas. Além do propósito de gerar vendas, a meta pode ser alcançar pelo menos 2.000 pessoas com a divulgação. Ao definir essa meta, a empresa saberá que precisa monitorar os canais em que investiu para disseminar a campanha, por exemplo.

Sendo assim, determine cuidadosamente os maiores objetivos para compreender quais indicadores são verdadeiramente importantes para a tomada de decisão ser efetiva.

5. Direcionar o orçamento de forma incorreta

Muitas empresas começam investindo alto na sua estratégia de publicidade e isso pode ocasionar muita dor de cabeça! O mais recomendado é ter uma verba de teste para investir e examinar periodicamente os resultados gerados. Um dos segredos para o sucesso é o constante refinamento.

É preciso começar a testar com pequenos valores até chegar a distribuir o orçamento de maneira adequada. Assim, você poderá extrair as experiências de cada ação para encontrar os melhores caminhos e aplicar o seu dinheiro acertadamente.

É fato que essa incorporação do mundo digital com o tradicional traz várias oportunidades de crescimento para as empresas. Contudo, é importante que a experiência do cliente em todos os pontos de contato com a marca seja cuidadosamente planejada. Afinal de contas, a multiplicidade de canais é muito benéfica, mas traz alguns desafios para os negócios que ainda não têm a mentalidade voltada à integração de canais.

Ficou claro que a estratégia offline é tão importante quanto o marketing digital nos dias de hoje. Adquirir conhecimento é essencial para entender como esses dois universos podem contribuir na geração de negócios para extrair os melhores resultados. Por essa razão, sugerimos que você assine a nossa newsletter e se mantenha atualizado sobre o mercado de comunicação e marketing!

Share This