fbpx
Escolha uma Página

A proposta de se destacar e ser relevante em um mercado cada dia mais competitivo se mostra uma tarefa de razoável complexidade. As pessoas não têm se interessado tanto pelos meios tradicionais de propaganda e estão pouco sensíveis aos anúncios e comerciais que tentam convencê-las simplesmente a comprar determinados produtos.

Se você nunca ouviu falar sobre o que é storytelling, saiba que se trata de uma forma de publicidade realizada por meio de histórias que emocionam e fazem com que os clientes se identifiquem com o conceito da empresa, e não apenas com um produto específico. Por essa razão, tem sido uma das principais estratégias de marketing da atualidade.

Gostou da ideia? Quer saber mais? Continue lendo e descubra.

O que é storytelling exatamente?

Trata-se de um conceito em propaganda que consiste em transmitir os valores de uma marca por meio de uma história que seja capaz de emocionar e gerar empatia no público-alvo. Não é necessário que a história esteja relacionada a um produto em particular: o importante é que englobe a ideia geral da empresa e se aproxime do quotidiano das pessoas.

É uma forma de cativar o público e posicionar a marca em um lugar amigável e próximo. Assim, as pessoas passam a consumir não só produtos, mas sim a fantasia, os valores e o encantamento ligados à empresa, justamente por se espelharem nos personagens apresentados.

Algumas marcas fazem isso tão bem que a identificação acontece de maneira quase imperceptível, pois o consumidor já incorporou o conceito como um todo. Ela passa a fazer parte do seu estilo de vida.

Por que as marcas devem apostar nesse conceito?

O ser humano é muito emocional e associativo. Assim, tende a se sentir conectado com pessoas e situações que despertem sentimentos e empatia. Por essa razão, o storytelling ganhou tanta relevância como estratégia de marketing. As empresas que apostam nessa estratégia passam a se tornar muito mais que uma simples marca.

É o caso do Starbucks, que transformou o mero hábito de tomar café em símbolo de cultura, conforto e inteligência. Afinal, logo associamos uma xícara quente de café a uma aconchegante tarde de frio na companhia de um bom livro, ou como uma forma de iniciar bem um dia altamente produtivo, entre outras situações igualmente atraentes.

Com a ajuda de uma história, é possível emocionar, atrair e transmitir valores, sem que os consumidores se sintam imediatamente persuadidos a comprar algo. Muito pelo contrário: eles se aproximam tanto da marca que passam a desejar seus produtos apenas por se identificarem com o conceito. A empresa se humaniza e passa a fazer parte dos valores que compõe a realidade dos indivíduos.

Como investir em storytelling?

Agora que já sabemos o que é storytelling, é importante saber quais os principais requisitos para uma boa história. Em primeiro lugar, é importante que os personagens sejam autênticos, reais e estimulantes, vivendo situações comuns ao dia a dia dos expectadores. Associado a isso, as falas, momentos e interações devem ser conhecidas, familiares, intensas e com riqueza de detalhes.

Um jovem a contar como conquistou seu primeiro emprego; um namorado pedindo a namorada em casamento; dois colegas indo para o happy hour. São inúmeras as possibilidades, mas a presença da marca deve estar sempre diretamente relacionada ao êxito naquela circunstância ou situação.

Agora que você já entendeu bem o que é storytelling, está ciente de quão importante é gerar emoção, empatia, valor e identificação com uma marca por meio de uma história que imita a realidade dos consumidores. Dessa forma, é possível inserir o conceito ao estilo de vida do cliente, que pode se tornar fiel e altamente engajado. Assim, certamente a marca se converte em uma referência, e o consumo de seus produtos passa a fazer parte da rotina e de quem o indivíduo é.

Se você gostou desse post, continue com a gente e aprenda a melhorar a satisfação do cliente.

Share This